Tag Archives: academia

A Moda da Suplementação

29 jan

Oi pessoal!

Todo mundo sabe que suplementos e termogênicos viraram febre e estão super na moda de quem frequenta academias. Quem não usa ao menos já ouviu falar, conhece quem usa ou algo assim. Só que pouca gente sabe dos riscos que a suplementação inadequada podem trazer!

Fiz uma pequena lista do que aprendi nesse meio tempo…

1 – Cuidado com o que compra
Como tudo nessa vida, temos que ficar de olho na marca e qualidade dos produtos. Produtos de procedência duvidosa devem ser evitados.

2 – Quem deve receitar é o nutricionista e não o professor!
De modo geral, quem pode receitar esse tipo de produto são os nutricionistas. Eles vão analisar a sua alimentação, ver se você REALMENTE precisa de uma carga extra daquela substância ou nutriente e aí prescrever o que for adequado. Tudo isso com acompanhamento médico e de exames.
“Ah mas o meu professor disse…” bom… o professor vai orientar pelo ponto de vista do treino, e é importante avaliar se o que o nutricionista recomendou casa com o treino. Mas ele não pode falar sobre a saúde. Cabe aí uma avaliação sobre o seu professor. Infelizmente tem muito professor de academia que nem formado é. Alguns tem sim conhecimento sobre isso pois estudaram o tema, é interessante aprofundar a conversa com o professor pra tentar sondar.

3 – Mas o meu amigo disse…
Se nem alguns professores podem falar disso, quem dirá o amigo. Ele pode falar da experiência com os produtos, de quem receitou, o que foi falado, trocar esse tipo de informação é muito válida. Mas começar a tomar por que o amigo toma não dá!

4 – Nem todo mundo que faz academia deve ou precisa tomar.
Isso eu percebi também numa conversa com o meu professor. Eu andava meio ansiosa pra tomar isso e aquilo, querendo resultados. Fui falar disso com ele e tomei umas pedradas, rs. Ele me falou pra procurar nutricionista mas antes disso, eu preciso manter uma regularidade na academia… meus dias e horários são meio loucos. Fora que fui falar pra ele de suplementos que eu nem preciso tomar!
Ele ainda me jogou na cara (kkkk) que antes de eu me preocupar em tomar Whey (que talvez eu nem precise) e BCAA, eu tenho que ver por que sinto falta de energia… o problema pode estar em vitaminas básicas. Por isso é importante o profissional da saúde. Pode ser que junto de um BCAA seja legal eu tomar um Centrum, ou até começar por ele.
Outro exemplo importante que vi lendo sobre o tema: tem gente que fica tão na neura que passa por exemplo, uma semana sem treinar por causa de uma gripe, mas continua tomando… alguns suplementos só devem ser tomados junto com os exercícios.
De modo geral, suplementos servem para quem treina muito.

5 – Prioridade na alimentação
Se for possível ter uma alimentação adequada que contenha tudo o que você precisa, não tem nem por que tomar. Alguns nutrientes em excesso podem trazer males para a saúde, como por exemplo o excesso de proteína, que pode sobrecarregar os rins.

Como eu já falei demais, vou deixar alguns links para vocês lerem mais :).

http://www.inteligencianutricional.com.br/?p=1211
http://www.exerciciosemcasa.com/2013/01/dicas-sobre-suplementos-alimentares.html
http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/2012/01/e-um-risco-diz-endocrinologista-sobre-suplementos-alimentares.html
http://observatorio.esportes.mg.gov.br/esporte-saude-e-lazer/alimentacao-e-nutricao/2013/01/os-riscos-do-uso-de-suplementos-alimentares

Confesso que não domino esse tema, então quem tiver como complementar fique a vontade!

Beijos

Tami

Anúncios

Playlist de malhação, DJ Schmolli e updates ortopédicos

18 jan

HELLOOOO!

Ok, eu sei que andei sumidíssima das atividades da blogosfera, por motivos de viagens e por falta de novidades momentânea, e acabei me desleixando. Estou de volta. Vamos lá, contar o que aconteceu comigo nos últimos meses e o que eu ando comendo. Primeiramente, sofri uma lesão no joelho, mais precisamente no ligamento cruzado posterior, que ficou estirado, e no menisco, cuja “capa protetora” se encontrava mais fina do que o normal. Isso aconteceu porque eu nasci com uma condição genética de frouxidão articular, ou seja, todas as minhas articulações são folgadas, e aí é muito fácil sofrer lesões. E o negócio é que eu estava tão empolgada com a mudança de hábitos, os exercícios, o Insanity e a academia, que acabei exagerando na dose, como eu sei que acontece com muita gente. Mas isso me rendeu um mês parada da academia e de qualquer exercício, vinte sessões de fisioterapia e uma proibição: eu não posso mais realizar exercícios aeróbicos de alto impacto (leia-se jump, RPM, corrida na rua). Agora só me é permitido fazer (MUITA) musculação, pra amenizar o estrago das aeróbicas loucas e fortalecer a musculatura, pra depoooois eu introduzir aeróbicos mais leves. Então, gente, quando me perguntam sobre o Insanity hoje em dia, eu digo com todas as letras: tomem MUITO cuidado com o que vão fazer, se tiverem algum problema de joelho, problema de articulação, melhor nem tentarem esse, porque é insanidade mesmo, e se vocês forem como eu, que fico na “pilha” da empolgação, a chance do estrago ser grande é maior; então cuidado, façam exercícios com acompanhamento profissional, e tudo vai dar certo! 😉

Bom. A comida. O negócio desandou por causa do problema no joelho, me senti muito desmotivada, e triste porque não poderia fazer mais meus exercícios amados (corrida então… foi choradeira), e acabei descontando um pouco na comida, até porque tinha viajado logo depois por causa das festas de fim de ano, e fui pra casa da minha avó. E vocês sabem, casa de vó é desastre pra qualquer reeducação alimentar! Mas consegui driblar MUITAS tentações, menos mal, não é? Depois da casa da minha avó, viajei pra praia, e aí a coisa melhorou, porque só estávamos eu e meus pais na casa, e só a gente pra fazer comida é bem mais tranquilo, deu pra comer direitinho. De volta a Recife, minhas aulas começaram (é, bem em janeiro, mas são os efeitos da greve do ano passado…), minha R.A recomeçou de fato, e a academia também. Venho fazendo muita musculação, de 4 a 5 vezes por semana, com treinos A, B e C (braço, perna e mix), e já sinto algumas mudanças!!!!!! O braço tá mais durinho, as coxas nem se fala…

E é esse o lema, cara, não pode parar ! A vida tem esses eventos imprevisíveis – ou mesmo previsíveis, mas não exatamente perceptíveis – que nos desviam um pouco do nosso foco, mas aí a gente tem que manter em mente o objetivo e fazer por onde, sem desistir, sem mimimi, sem frescura, sem noia, e principalmente, sem PRESSA. Pressa acaba com o esforço, e faz estragos terríveis – a minha lesão mesmo foi resultado de muita empolgação e pressa que eu tinha em mudar meu corpo, uma pressa meio oculta, mas que estava ali, e olha no que deu…

E agora, para comemorar que estou de volta à malhação pesada, ano novo, vida nova, preparei uma mini-playlist de academia pra vocês e espero que gostem! 😀

1. Rock of Ages –  DJ Schmolli

Começanto por essa BELEZA que um amigo me mostrou, um mashup de muitos hinos do rock – sou roqueira desde a infância, gente – super bem feito e animadíssimo! Dá vontade de sair quebrando tudo e batendo cabeça! hahaha

2. Super Bowl Anthem – DJ Shmolli

Acho que descobri o mais novo DJ favorito da vida. DJ Schmolli faz uns mashups  doentios, gente! O cara misturou Metallica com LMFAO e Madonna!  Tô escrevendo já agoniada pra correr pra academia! Não há melhor termogênico que música huhuu

3. No Good Cockeyed Tiger – DJ Schmolli

Ok, essa playlist é DJ Schmolli total. Mas é Eye of the tiger com Pitbull!

4. Hollaback Thriller Girl – DJ Schmolli

HAHAHA essa é sensacional!

5. T.N.T. Bass – DJ Schmolli

AC/DC *-*

Por hoje é só! 😀

Beijocas, Thaís

Voltando a malhar

11 dez

Oi galera! Tudo bom?
Dia do meu post e to vindo aqui pra falar de uma coisa legal: voltar a malhar.

Pois é… Muita gente tem dúvidas sobre esse assunto. Vou falar de alguns tópicos relacionado ao tema, mas, se tiverem perguntas, podem fazer que depois respondemos 😉

Voltando a Malhar – falando francamente

a) Dores: cara, vai doer. Dói menos do que começar a malhar – assunto pra outra hora – mas dói, né. E aí você fica se perguntando o que fazer, se vai no dia seguinte à academia. Cara, isso é um problema. Você VAI querer usar isso como desculpa para não ir. Eu já usei! Todo mundo usa. Você só precisa lembrar que não vai malhar o mesmo grupamento de músculos no dia seguinte 😉

b) Vai devagar: Pô, acho que isso é meio ‘óbvio’. Não é porque você está voltando a malhar que seu músculo tem a mesma resistência de quando você parou. Por isso também é importante manter a regularidade. Imagina perder toda a força (e não digo força estilo “marombeiro”) muscular que você tinha? É o que acontece quando a gente para. Querendo ou não. Então, vai devagar. Se você pegava 4 kg no halter pra fazer bíceps, você vai acabar aguentando só 2 kg. Pode aguentar mais, mas teu músculo vai ficar todo ferrado!

c) Vai devagar, mas não enrola: Olha, a vantagem de estar voltar a malhar é que você precisa de um período menor de adaptação do que quando você malhou a primeira vez. Também é importante conhecer o seu corpo. Eu, por exemplo, tenho mais força na parte anterior da perna e pouquíssima força nos braços, principalmente no tríceps. Logo, vou aumentar mais rápido a carga da perna do que do braço, sacou ?

d) Lidando com a sede se ganhar músculos (ou emagrecer): Independente do seu objetivo, coloca na cabeça que não somos máquinas. Não vamos conseguir resultado rápido. Ok, vamos ser justos… Pra quem está voltando a malhar, o resultado vem mais rápido do que a pessoa que NUNCA malhou. Só que não é tão rápido assim, tá ? Ai você pergunta: Mas Francyne, a minha amiga emagreceu em 2 meses tudo que eu quero emagrecer. O que há comigo? Daí tenho que te relembrar que cada corpo responde de uma maneira. Pra tudo! Seja emagrecer, ganhar massa magra ou os dois simultaneamente.

Bom, por enquanto é isso. Tragam dúvidas. Não sou profissional, mas prometo dar uma resposta rápida, ok ?

Beijos!!

Bem-vindos à academia!

9 out

Olá magrelitos! Tudo de buena?

Então, hoje eu vim tratar da minha especialidade, a tal da academia! Sabemos que a R.A é indispensável e, provavelmente, a maior parte da mudança que queremos que ocorra no nosso corpitcho, MAAAAAS, na minha humilde opinião, o negócio mesmo é a A.F – a.k.a atividade física. Obviamente que não tô desmerecendo a R.A, mas é que praticar exercício é o que dá ânimo pra continuar, sabe? Não sei se com vocês acontece isso, mas por muito tempo, eu ficava super pra baixo por ter que comer coisinhas light, parecia que a vida perdia a graça – tem que ser muito sem propósito de vida pra resumir tudo à comida, né? -, mas aí eu descobri a academia, muitíssimo cedo, aos 12 anos. Minha mãe malhava numa academia perto de casa e, depois das aulas, eu ia pra lá esperar por ela. Daí que eu comecei a achar legal aquelas todo aquele negócio de aula de ginástica, cada dia era uma coisa diferente, mexendo todas as partes do corpo, e um dia, eu resolvi entrar. Antes disso, eu só tinha jogado vôlei e tênis de mesa no colégio, nada muito compromissado com uma real atividade física.

Então, quando entrei na academia, pirralha, 12 anos, foi amor à primeira aula! Descobri logo todo amor às aulas de luta (depois comecei o Muay Thai), de jump, de attack, de combat, de rpm… E faço essas aulas até hoje, tenho um apego enorme à linda Body Systems! Então resolvi trazer pra vocês umas pequenas demonstrações das minhas aulas preferidas da academia, todas aeróbicas, e é IMPOSSÍVEL não se divertir, sério! Se você for meio desastrada que nem eu era, aí é que a diversão era garantida! Mas ó, nada de desistir de fazer as aulas por se achar estabanada ou algo do tipo, ok? Se é pra mudar o corpo pra melhor, a gente esquece esses meros detalhes e vergonhas, combinado? 😀

Vamo lá, começando pelo amorzinho, o Body Combat, que é basicamente formado por movimentos de diversas artes marciais, como karate, muay thai, kung fu e capoeira:

Agora, o Body Attack, que me lembra muito o Insanity (pra quem quiser um acompanhamento mais profundo, tem no meu blog pessoal falando! É o Diário Cardápio), cheio de polichinelos, Heismans e corridinhas:

RPM, que é uma belezura pra fortalecer as pernocas e treinar MUITA resistência cardio:

Power Jump, num trampolim, é super agitado!

P.s.: eu NÃO estou sendo paga pra fazer propaganda da Body Systems (ow, mas se quiserem, podemos negociar isso hein!), é que o negócio é bom mesmo!

Bom, gente linda, tá aí uma boa amostrinha do que vocês NÃO PODEM PERDER na academia, não resumam o exercício da academia apenas à esteira (que é um saco, venhamos e convenhamos) e à musculação, tem muitas opções de ginástica maravilhosas pra queimar calorias à beça, além de aulas super dinâmicas! Não desistam!!

Peeeeishos, Thaís :*

Sob Nova Medição

NO PAIN, NO GAIN!

gostosinhas

cozinha light e feliz

Reeducando meu corpo

tudo sobre alimentação, atividade física, moda, esmaltes...

Nutricionista Giovana Guido

Nutrição Esportiva & Saúde

Por 365 Dias

Um dia de cada vez.

Adeus, Gorducha!

Diário sobre Reeducação Alimentar, Atividade Física, Recuperação de Autoestima, Superação e Conquista!

O fantástico mundo de Camila

"Se quer viver uma vida feliz, amarre-se a uma meta, não às pessoas e nem às coisas"

Passive Aggressive Abuse

the insanity of passive aggression

60-Day Beast Mode x2

Push Hard | Stay Dedicated

Diário Cardápio

Adeus efeito sanfona!

Sea of Dreams and Ambitions

The greatest WordPress.com site in all the land!

In it for the Long Run

searching for balance in a pair of purple kicks

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.